18 outubro 2006

Pacotão da DC na Pixel

Hoje chegou às bancas a Wizmania 37, a última que editei. Na minha coluna, divulgo algumas informações complementares à ida da DC para a Pixel, que ainda não foram confirmadas oficialmente pela editora, o que deve ocorrer em breve. Afinal, janeiro está logo aí.

A partir de 2007, a Distinta Concorrência centrará seus títulos em uma editora apenasSeguinte: não é só a Panini que perderá, pois o “pacote” da Pixel é completo – inclui os títulos da Vertigo e da WildStorm. Ou seja, a Devir perde Preacher, Fábulas, Monstro do Pântano, Tom Strong, Authority, Planetary etc.; e a Opera Graphica deixa de publicar 100 Balas, Y – O Último Homem e outros títulos como Alvo Humano e Jonah Hex.

Alguém aí deve estar se perguntando: mas e o Sandman? Pois é. A Conrad é a única que, num primeiro momento, não sairá no prejuízo. Isso porque a editora tem contrato firmado com a DC para as 10 edições encadernadas. No entanto, possivelmente, ela perderá o direito de reimprimir os álbuns esgotados.

A Pixel terá um trabalho e tanto pela frenteA respeito da continuidade dos materiais que vinham sendo publicados pela Devir e pela Opera (ambas já estão tratando de procurar novos materiais para superar a perda, vide o anúncio de Lost Girls, pela Devir), a Pixel ainda se manifestará oficialmente. Mas é certo que a editora terá uma forte presença também em livrarias. Então, fique de olho no Universo HQ.

16 comentários:

Guilherme Kroll disse...

Eu sou uma das pessoas q mais espera esse anúncio oficial, hehehe

To vendo q vcs decidiram colocar comentários, isso é bem legal.

Marcelo Naranjo disse...

Será que a série Preacher está envolvida em alguma maldição aqui no Brasil? Impressionante!

Nelio Oliveira disse...

Gusman, como sempre, chegando antes de TODOS os outros jornalistas. Parabéns.

Sidney Gusman disse...

Naranjo, a Pixel vai continuar Preacher. tenhamos fé! :-)

Nélio, valeu.

Mário disse...

Otapoha! o_O' Pegaram tudo!
E como é que fica o lance dos formatos? Pq a Devir lançou alguns títulos primeiro no formato americano e outros naquele formato menor deles.. Afe!

Jean Sinclair disse...

Se phudeu geral,negada.

Agora com toda a linha Vertigo e Wildstorm pela Pixel, podemos sonhar com um titulo Vertigo.

O melhor é que a Pixel vai conseguir unir duas ótimas coisas:

Preço acessivel e qualidade gráfica.


Bons ventos estão chegando...

Fui.

Delfin disse...

Abriu pros comentários, Sidão? Muito bem!
Pra mim, um bom quebra-cabeças é como as séries que tão rolando vão rolar, notadamente com acabamento e formato. E o Naranjo tem razao: Preacher é encantada. Mas.. Imaginem ler o primeiro arco pela 4a vez?

Cassius disse...

Como diziam os editores da abril nas antigas sessões de cartas: "Só o tempo dirá... He, he, he.
Legal que agora tem comentários, Sidão e Naranjo.
Abraços.

alexandre ribeiro disse...

eu dei graças a são jack kirby quando a devir e a conrad começaram a publicar albuns de qualidade, apesar do preço absurdo.

ontem comprei preacher - até o fim do mundo, feliz da vida por causa da tradução e do acabamento.
o próximo seria "orgulho americano", mas agora não sei se valerá a pena comprar tom strong.

será que preacher, authority, planetary, tudo isso recomeçará do zero pela pixel?

meu medo é a pixel seguir o MODELO GOL LINHAS AÉREAS: publicar com a mesma produção TOSCA da mythos ou da opera graphica e manter preços de primeira classe.

e obrigado, são will eisner, por manter o sandman na conrad até o fim da série de dez livros.

Sidney Gusman disse...

Alexandre, acho que a Pixel não fará isso. Lá há vários fãs de HQs que sabem bem quais os títulos que DEVEM sair num acabamento mais bacanudo.

Vamos esperar!

Abraço

Eric Ricardo disse...

Não sei se vocês concordam comigo, mas o preço dos quadrinhos voltou a aumentar muito. Está certo que álbuns especiais, de luxo, merecem ser impressos em papel especial e o preço salgado que têm. Mas existem histórias que não merecem tanto luxo, e um preço tão puco acessível. Os preços atuais são R$7,00 (quase R$8,00) para revistas mensais como Batman e X-men, R$20,00 para alguns álbuns(principalmente nacionais), R$40,00 para álbuns da Devir (vertigo, por exemplo) e R$60,00 (pô, 60 reais!!!). Caramba! temos uma maior diversificação de títulos nas bancas hoje, mas é quase impossível gastar com menos de 10, sem pesar no bolso. Alguma coisa deve ser feita. Tomara que a concorrência pense um pouco nisso.

Gerlande Diogo disse...

Ainda bem que Sandman vai continuar sendo publicado.

Marcus Ramone disse...

Ai, meu bolso!

Júnior disse...

Quem sabe agora poderei ler 100 Balas e Y - O Último Homem...
Os valores dos quadrinhos da Ópera Gráfica são abusivos...

Anônimo disse...

Pelo menos a Pixel vai ter a chance de trabalhar melhor esse material. Os quadrinhos estão sendo etilizados no Brasil. 66 reais por um livro de Sandman, por exemplo, é impraticável para a nossa realidade.

mfreitasverao06 disse...

Finalmente vou poder ler os materiais da Vertigo, pois a Pixel possui gráfica própria e parece não estar ser tão deslumbrada, como a Ópera, que chega a cobrar 70,00 por um material bacana, mas nada de excepcional e mesmo a Devir. Muito bom! (Marcos Freitas)