10 janeiro 2011

Os melhores de 2010, no Universo HQ

Como fazemos sempre, assim que o Universo HQ retorna das férias, "subimos" a matéria com as melhores HQs do ano anterior, na opinião deste que vos escreve.

Mas por que esperar até janeiro e não soltar o "listão" em dezembro mesmo? Porque sempre tem lançamentos que saem no final do ano e porque eu, invariavelmente, tenho uma pilha de álbuns e revistas atrasados, que leio durante essa parada.

Sim, é verdade que mando meu Top 10 para colegas que também fazem listas, juntando votos de diversos profissionais do setor. Seria indelicado não fazê-lo. Mas na matéria do UHQ procuro ser o mais abrangente possível - com direito até a "menções honrosas". E faço isso porque sei que muita gente usa esses textos como referência.

Em 2010, por exemplo, no que se refere a materiais inéditos, na minha opinião, tivemos mais de 30 títulos que teriam nota entre 4 e 5. E, pela primeira vez, a relação dos melhores do ano tem 9 álbuns nacionais, dentre os 20 indicados. Foi mesmo um grande ano.

Pra deixar o páreo ainda mais acirrado, tivemos excelentes republicações - nosso mercado, enfim, descobre o valor de apresentar grandes materiais às novas gerações de leitores.


Então, confira aqui os melhores de 2010 do Universo HQ.

Aproveite este espaço para comentar, discordar, opinar, cornetar, concordar ou apenas para listar os seus melhores do ano.

27 comentários:

Marcelo Naranjo disse...

Ok, aqui estava com problema para comentários! Tudo arrumado, é só escrever.

liber disse...

Então, parabéns ao Sidney pela matéria. Muito bacanas as indicações de melhores do ano e funciona como uma ótima retrospectiva de 2010. Muitas vezes nos esquecemos de ótimos títulos que saíram durante o ano em nossas listas. No meu caso, fiquei surpreso com o álbum do Namor, que eu tinha esquecido por completo, mas sem dúvida é uma ótima história.
Acho que esse artigo também funciona para pessoas que estão começando a descobrir o mundo dos quadrinhos agora. É um ótimo guia e informa bem sobre o atual momento editorial brasileiro. O melhor é que já não precisamos mais citar os mix de DC e Marvel em listas. Parece que o formato de álbum/livro substituiu de vez as tradicionais revistinhas.
Torcer para que em 2011 essa produção continue.

Um excelente ano para todos nós!

Bruno Taurinho disse...

Gostei da lista. Colocaria Cachalote, Muchacha, Logicomix e Mr. Punch no lugar de obras como Yeshua, A Escrava Isaura, Vó e Os Sertões, mas é uma questão de gosto. E é uma pena a Kalaco ter lançado o álbum do Flash Gordon por 119 reais, o preço é muito salgado, mesmo com o valor histórico da obra. Vou esperar uma promoção.

Sidney Gusman disse...

Bruno, você leu as HQs que tiraria? :-)

Não ficou claro pra mim.

Mas é mesmo uma questäo de gosto pessoal.

Abraço

Eduardo Camargo disse...

Matéria Sensacional...
Acho que você conseguiu citar as melhores mesmo Sidney, não li todas, mas li muitas delas e ainda acho que Xampu foi uma das mais sensacionais...Fábulas é um encanto, assim como seu nome... Vale a pena curtir também a do Cebolinha jovem que é muito boa e o roteiro achei perfeito. Muito bom...!

Marcelo Almeida disse...

Eu achei o post perfeito.
No ano que passou comprei bastante coisa nova e muita republicação. Haja grana.
Duro é ver aquela longa lista e ter que equilibrar o orçamento para comprá-la. Mas fazer o quê? Pior é ficar sem gibi pra ler. :)
As HQs que vc mencionou demonstram que existe uma migração clara das bancas pras livrarias. Melhor assim, quem sabe seremos mais bem tratados. Entretanto, o preço anda exorbitante e o luxo é desnecessário para várias HQs.

Bruno Taurinho disse...

Sidney, esse volume de Yeshua eu não li, só o primeiro. Mas não achei as obras que trocaria ruins, só não entram no meu top 20.

Sidney Gusman disse...

Saquei, Bruno. Exatamente como eu com as que você incluiria. Mas viva a diferença.

Ismael Fancito. disse...

Espetacular cobertura.

[O link de Fawcett está errado.]

Pedro Cleto disse...

Olá Sidney!
Parabéns pelo excelente trabalho!
Uma curiosidade: dos cerca de 1500 títulos que cita, quantos são publicações periódicas (revistas) e quantos são livros/álbuns?
Abraço!

Vagner Francisco disse...

Sidney, uma pergunta:

Escolher MSP +50 entre os melhores não seria o mesmo que Emir Ribeiro eleger Velta como um dos melhores quadrinhos na opinião dele?

Marshall disse...

Sidney, parabéns pela matéria, um ano em um dia!

Fiquei curioso com uma coisa. Somados os preços de capa de todas as obras mencionadas na matéria (eu não vou fazer isso e nem estou sugerindo que vc faça, mas se alguém se habilitar...), quanto daria?

2010 foi um ano fantástico para nacionais e gringos, lançamentos republicações...mas e os preços?

Essa questão me vem pois o principal motivo de não ter lido mais obras da lista foi justamente o preço.

Posso estar sendo ingênuo, e talvez minha opinião não seja compartilhada por muitos, mas acho que algumas obras poderiam ter saído com preços mais atraentes.

Namor - As Profunfezas saiu por 21,00, ou algo proximo disso e é capa dura.

Sem esquecer que além da Conrad, a Panini também está devendo muita coisa prometida, como Starman por ex.

Rafael H. Olivato disse...

Muito boa a matéria, Sidney. É um ótimo resumo do que foi lançado de bom em 2010. Sou um daqueles que utilizam essa matéria como referência.
Parabéns e obrigado!

Vagner, acho que não. Afinal, pelo que eu saiba, ele não desenhou nem escreveu nenhuma das histórias (eu acho), ele editou a obra. Seguindo esse seu raciocínio, o mesmo se aplicaria para Sandman da Conrad (que ficou em primeiro lugar nos melhores de 2008), título em que o Sidney também fez parte da equipe editorial.

Vagner Francisco disse...

Rafael H. Olivato >>>

Obrigado por elucidar, Rafael.

Se pra você [e para todos os outros postulantes] está ok, pra mim também está ok!

Abraço pra você e pro Gusman!

Sidney Gusman disse...

Vagner, não encaro assim, tanto que coloquei isso no texto. Não seria hipócrita de negar o quanto o MSP + 50 é bom, só porque editei a obra.

Abraço

Vagner Francisco disse...

Sidney, que o projeto é bom, não tenho dúvidas...

mas sendo você quem escolheu os artistas envolvidos, cujo homenageado é seu patrão, acho que a escolha perde o brilho!

Mas pelo que vi, os leitores do UHQ não ligam para isso. Então, pra mim está tudo bem também.

Abraço!

Pâmela Maia disse...

Faltaram as publicações da Editora DCL, que são muito boas também!

fjdfd9sfom disse...

Coloquei na wishlist de... Páscoa, que de natal já era, o "Notas sobre Gaza", porque tava muito caro quando vi na Saraiva, mas fiquei de olho. Agora que vi na lista dos melhores fiquei mais ainda :)

E o MSP+50 é doce mesmo... Tomara que façam o +100, +200, +100392...

Agora, a história do Namor não achei essas coisas não... Achei incrível no geral TODA essa série da Marvel de capa dura e preço bonzinho com pedaços de poster lindo e gigante dentro, incrível isso.
E a arte do Esac Ribic me fez lembrar uma coisa, de COMO eu quero um encadernado da Requiém do Surfista Prateado, será que a Panini nunca vai lançar? :/ Quero demais! Tem que lançar campanha pedindo! :(

Sidney Gusman disse...

Vagner, é a sua opinião e a respeito. Mesmo discordando. O que analiso é a qualidade da obra e isso, inegavelmente, não falta no MSP + 50. E falo isso como leitor, não como editor da obra.

Sidney Gusman disse...

Pedro, desses 1500 títulos, cerca de 200 foram livros ou álbuns.

Abraço

Sidney Gusman disse...

Pâmela, infelizmente, não li as HQs da DCL. Vou correr atrás.

Abraço

Diego M. Gomes disse...

Ótima lista Sidney! Se lhe serve de consolo, valeu muito o dia de férias perdido ;D
Só pra constar, tem dois deslizes técnicos:
1) o link do Fawcet tá apontando pro Transmetropolitan;
2) e OS SOUSA sairam pela L&PM e não pela Panini.
E eu gostei muito da observação do Marshal, tanto que fiz a conta!
Deu R$733,20 pros 20 Inéditos e R$1088,70 pros Republicados, totalizando R$1821,90!!!
*Preços de capa, pelo site UHQ e considerei o MSP+50 capa mole, pra ajudar...
Definitivamente, pra poucos =(

Marshall disse...

Poxa, valeu Diego!

Dividindo por 12 dá 151,75 por mês.

Isso sem consideram as obras citadas e que não entraram nas 20 mais inéditas ou republicadas.

Me preocupa a tendência de privilegiar os lançamentos ditos "de luxo".

Sou uma ferrenho crítico do excesso de "capas duras"!

Sidney Gusman disse...

Diego, obrigado duplo: pelas correções e pela soma de todos os meus "eleitos".

Abraço

Vagner Francisco disse...

Não vou me alongar nisso, Gusman.

Como eu disse antes, repito.

Seus leitores do UHQ não ligam para esse fato, então, está tudo certo pra mim também.

Abraço e sucesso.

gustavo A disse...

em relaçao aos preços:
na lista de melhores tem gosto pra tudo, e muito provavelmente nao sao todos que gostam de todos eles.
eu comprei inedito: namor, borgia, fabulas, criminal, xampu, bando de dois.
republicaçao: mondo urbano, 100 balas, fabulas, camelot 3000, demolidor.
algumas nao citadas ja tinha a algum tempo (preacher, no coraçao..., liga extraordinaria entre outras)
todos com desconto na net ou no festcomix, so compro nesta condiçao, pois quadrinho é caro mesmo.
nao compro nenhuma revista mensal, a unica excessao é a vertigo, entao boa parte da grana que sobra é gasta desta forma.
capa dura é realmente muito cara, mas dura(hahahaha) mais e tudo nela é mais legal.

Alex Mir disse...

Sidney, obrigado pela menção honrosa de O Mistério da Mula sem Cabeça! Nos deixou muito felizes.