17 janeiro 2011

Nova enquete no Blog

Não é novidade pra ninguém que o mercado de revistas mensais de super-heróis não vive seus melhores dias no Brasil.

Por isso, queremos saber se você ainda compra revistas do gênero. Quantas são? De que editora, Marvel ou DC? Compra apenas os especiais? Lê somente as minisséries? Optou pelos scans?

Vote ao lado e exponha neste post as suas opiniões.

Atualização: a enquete terminou com 315 votos. O resultado, você confere abaixo.

33 comentários:

LBCmachado disse...

Parei com as mensais de super-heróis há muito tempo. Minha pilha de leitura só aumentava e verifiquei que estava comprando mais por vício. Hoje, de mensais, só a Vertigo. Continuo comprando muitos quadrinhos, como por exemplo, encadernados, quadrinhos nacionais etc.

Vitor Santi disse...

Olá!

Atualmente compro só a Vertigo, da Panini, e alguns especiais.
Não foi nem por causa de preço, que é salgado mesmo, e nem por causa de questões editoriais e sim porque me decepcionei com histórias de super-heróis. Apesar de que alguns arcos estejam bem interessantes.
Valeu!

Vitor Santi

Anônimo disse...

Revistas mensais, até esse mês eu só comprava Vertigo e Ultimate Marvel. Essa última eu só comprava para ler Ultimate Vngadores. Como mês que vem esse título não estará no mix, nãio comprarei mais. Vou ler só no scan agora.

Luiz Claudio Campello disse...

Compro mensalmente Vertigo. Demais especiais como 100 balas, Fábulas etc.
Compro muita coisa na Amazon pois mesmo com a entrega fica menos da metade dos encadernados de luxo.

Marcelo Cruz disse...

De mensais de heróis mesmo eu só compro Ultimate Marvel. Comprava Homem-Aranha e Novos vingadores mas desanimei. Não aguentava mais as megassagas e reviravoltas ano após ano. Quando eu compro algo mais de heróis é algum encadernado, pois normalmente têm arcos de histórias fechados.

Marcelo Almeida disse...

Não compro nenhuma revista mensal de super-heróis há uns 10 anos (aquela série Premium da Abril foi minha última tentativa). Atualmente só compro Vertigo.
Cansei de histórias manjadas, soluções preguiçosas e pseudo-artistas.
Minha grana vai toda pra HQs mais "alternativas" e os encadernados de luxo (republicações ou não). Toda vez que eu vou a uma banca me bate uma nostalgia imensa de encontrar aquelas histórias maravilhosas de antigamente. Mas eu, particularmente, acho que o gênero super herói vai ter que se reinventar. Da forma como está caminha para o limbo da insignificância. É uma pena REALMENTE.

Ana Carolina Nonato disse...

Eu compro muitos quadrinhos e consigo ler sem problemas. Normalmente, compro 4 HQs: uma de cada herói (Homem Aranha, Homem de Ferro, Batman, O Incrível Hulk, etc), mas não resisto e sempre compro um mangá ou outra HQ que me interesse. Compro mais Marvel, mas não muito mais que DC. Eu compro também especiais e leio minisséries. Só opto pelos scans quando não encontro a HQ que quero para comprar em minha cidade (que é relativamente pequena).

Abraços e sucesso!

Anônimo disse...

Compro atualmente a Vertigo,Lanterna Verde, Batman e A sombra de Batman. Geralmente compro mais os especiais e encadernados tanto marvel, DC e quadrinhos alternativos como o da companhia das letras. As mensais da Marvel deixei de comprar porque não tive mais saco de comprar revistas onde se aproveita somente uma história e vc acaba vendo aquele arco sendo republicado como encadernado. (vide Guerra civil e wolverine inimigo do estado).

Cláudia Dans disse...

Fez tempo que eu não leio quadrinhos de heróis! Antes eu comprava X-men, Wolverine. Hoje, eu folheio as revistas na banca de jornal! Sai muito mais barato! ahahahahahahahah

Mas sinceramente, não tenho mais paciência para hq de heróis! As histórias estão muito chatas e confusas! E como parei de ler, fica mais difícil voltar agora!

Atualmente só leio tirinha na internet como, por exemplo, Niquel Náuseal, Laerte, etc, etc, etc.


Abraços!

The Batman disse...

Compro as 6 da DC/Panini, além da Vertigo. Sei que os anos dourados já vão longe, mas ainda consigo me divertir, ainda que algumas séries sejam lidas sem o mesmo prazer de antes.

Também leio Marvel, mas, geralmente, emprestadas. Acho que as duas têm sua cota de coisas legais e de tranqueiras.

Não acho que o momento é ruim apenas no Brasil. Lá fora, estão emendando supersagas como nunca antes e as recentes manobras de redução de preço denunciam a queda nas vendas. Por aqui, apesar das burradas costumeiras, acho que a Panini está fazendo um trabalho razoável e não creio que ela vá sair do mercado.

juniores rodrigues disse...

Do meio do ano passado pra cá voltei a comprar revistas de heróis. Hoje acompanho Wolverine, Homem-aranha, Marvel Ultimate. Acompanho tbm a Vertigo. Teria comprado outros títulos se os scans não tivessem me antecipado sagas ruins e/ou chatas. Tenho comprado os belos encadernados especiais da Marvel que a Panini publica, mas minha regra é que a cada ida à banca fique algo para as HQs nacionais, legal que essa regra tá valendo cada vez mais a pena.

gustavo A disse...

mensal só vertigo, comprava algumas coisas da marvel e eventualmente da DC mas parei faz um ano.
compro mesmo é especial e eventualmente mesmo alguma mini-serie.
na media de fim de ano é de 5 a 4 por mes.

Anônimo disse...

Compro Vertigo. Eventualmente algum encadernado de classicos. E vou acompanahar Jonah Hex. De resto, sem chance.

Eduardo Roque disse...

Compro Batman, LJA e A Sombra do Batman mas acho meio engraçado q a galera diga "só compro encadernados" quando o material d boa parte dos encadernados deriva das pp mensais. Entendo a crítica até justa d q boa parte do q sai tá + p/lixo ou q comprar 1 mensal c/4 HQs e curtir 1 ou no máx 2 é dose mas por outro lado já tive ctto c/muita coisa bakna q c ñ fosse lançada dessa forma nem tomaria conhecimento.

Mero disse...

Compro vertigo, compro Lv e alguns especiais como ZDM, Loveless, Y e leio scans mas não os guardo, preefiro ter minha coleção em papel mesmo.

Fanboy obstinado nunca deixará a Panini falir! disse...

Vertigo é da DC mas não super-herói, então não conta.

Mas quanto às HQs de supers, como o melhor material acaba saindo em encadernados (às vezes em capa dura ou com extras)claro que todo mundo prefere aguardar para comprar mais adiante. A maioria do mix das revistas mensais deixa muito a desejar. Obviamente, não é culpa da Panini mas sim da Marvel e da DC. Quando eu compro é pelo desenhista. Mas o dia em que o último fanboy morrer (o que compra tudo, acompanhando a cronologia) o gênero de super-heróis acaba.

Kacius disse...

Acompanho só Universo Marvel pelos heróis variados como Demolidor, Quartetom e Hulk, mas tô pensando em desistir e ler Bonelli, que andei conhecendo e gostando. Compro alguns especiais também quando o orçamento permite, como DC 75 anos, Marvel Terror pra ver se tem algo diferente e por aí vai! Até compraria mais algum título não fossem os preços altos e o baixo salário de professor.

Charles disse...

Vinha comprando Batman e Ultimate marvel.

A primeira exclusivamente por Batman e Robin do Morrison.

A segunda estava com um mix bem balanceado, tô gostando da nova fase do aranha e os Supremos, apesar de não chegarem aos pés dos primeiros volumes, divertiam. Agora com a estreia de Ultimate X vou parar de comprar. Não gasto dinheiro com algo que tenha o nome do Loeb (mesmo com a arte do Art Adams). Infelizmente ficarei sem ler a boa fase do aranha.

Estou pesando se começo a comprar a revista do Homem de Ferro e Thor, li por scan toda série do latinha até stark disasemmble e do thor até siege. Até são legais, e fiquei curioso pra ler as edições posteriores, bem como também fiquei curioso com HdF O legado. Mas acho que com o dinheiro que gastaria nisso, posso comprar coisa melhor, com J. Kendal.

Atualmente, o que mais vale a pena é comprar encadernados (por falar neles, estou feliz da vida pela Mythos ter lançado um novo do Conan e do BPDP, como a panini já ter anunciado novos volumes de Loveless e Jonah Hex, além do Justiceiro Zona de Guerra)

Franchico disse...

Compro Homem-Aranha, Novos Vingadores, Avante Vingadores!, Universo Marvel, Reinado Sombrio, Homem de Ferro, Ultimate Marvel, Lanterna Verde, A noite mais densa, Vertigo, Batman (mas só qdo tem Grant Morrison), especiais como 100 Balas, Y, Jonah Hex, Preacher, Justiceiro, Marvel Terror. Ou seja: eu sou um doente e tenho consciência disso. Tenho 39 anos e gasto boa parte do meu salário com quadrinhos. Eu poderia estar roubando, matando, mas estou trabalhando para manter o vício. Ainda bem que não tenho filhos, mas a patroa (sim, sou casado) quer encomendar um até o fim do ano. Não vai dar para continuar nessa vida. Será que a Panini não poderia implementar um serviço de apoio aos leitores viciados, não? Coisa simples, tipo grupos de tratamento, como no AA ou NA?

Alexandre disse...

Mensais, só as da DC.
O maior problema de mensais é que não lembro muito do que li na edição anterior quando chega a nova edição.
Não sei se por minha fraca memória ou pela qualidade das revistas que faz o cérebro soltar um "tanto faz".

Igor Bone disse...

Levei em conta que a enquete se referia às mensais. Parei com todas há algum tempo tb, mas ainda compro algumas especiais: qd são sagas fechadas, encadernados com séries bacanas....

Anônimo disse...

Olá Universo HQ? Onde foi divulgado o vencedor da enquete anterior? Qual a melhor editora de quadrinhos de 2010? Obrigado Dennis

Anônimo disse...

Pessoal, Vertigo é uma revista de super-heróis, não há como negar. Existe sim algumas histórias que fogem do esteriótipo, mas Hellblazer, Vikings (primeiro arco e o atual), Escalpo e Vampiro Americano são heróis e podemos encontrar várias contra-partes deles nos universos Marvel e DC tradicionais.
Nada como afugentar o tédio e esquecer e ler sem compromisso uma história do Aranha, X-Men, Titãs. Após isso eu vou ler os quadrinhos ditos "sérios".

Abraço,
Douglas

Anônimo disse...

Faço assinatura da mais completa da Marvel e DC. O que não vem na assinatura eu compro tudo via internet, encadernados, edições de luxo, mini séries, etc... Não curto scans e sou contra para material recente.
Andre Bufrem

Rodrigo Chaves disse...

Enquanto o mercado de "mensais de super-heróis" está em baixa, o mercado de Graphic Novels e afins está no melhor momento (não que o momento seja maravilhoso, mas é o melhor que já tivemos).
Será que o público de quadrinhos está evoluindo e amadurecendo e não quer mais as histórias capengas e vazias das HQs mensais?

Sidney Gusman disse...

DEnnis, o resultado da enquete anterior está no post em que "convocamos" o leitor a votar, numa atualização.

Olha lá.

Tarsis Salvatore disse...

Acho que seria interessante deixar claro a frase "o mercado de revistas mensais de super-heróis não vive seus melhores dias no Brasil."

Não vive mesmo? Porque?
O material é ruim?
É caro?
É ruim e caro?
Crianças e adolescentes preferem games a gibis?
Analfabetismo funcional?
Não vende como devia?
Cade os dados mostrando queda nas vendas?

Eu não entendo esse tom apocaliptico. Com certeza alguém te informações precisa e não quer ou não pode passar.

Gostaria de algum esclarecimento.

Sidney Gusman disse...

Tarsis, se a dita "revolução" promovida pela Panini em 2010 não é indício de que as coisas não vão como deveriam, ou como a editora esperava, desculpe.

Quanto às suas perguntas, uma me chama a atenção: a que cita crianças. Super-heróis, todo mundo sabe, não são mais leitura de criança faz tempo.

E esses dados, infelizmente, nunca serão divulgados, uma vez que quadrinhos não estão no IVC - Índice de Verificação de Circulação, como antigamente.

Mas é de conhecimento público que, hoje, as revistas de super-heróis vendem muito, muito menos do que em outros tempos.

Por fim, tom apocalíptico onde? Deixa de ser exagerado.

Ivan Linares disse...

De super-heróis norte-americanos não compro nada regularmente: a última coisa que comprei deles foi a falecida "Superman e Batman", por causa da Legião dos Três Mundos.

De resto, compro a Vertigo da Panini (que também tem seus aspectos super-heroísticos) e os encadernados das Fábulas. Além disso, ainda tem os mangás (super-heroísticos, por que não?) Gantz, atualmente parado, Evangelion e Bleach.

Ah, e tô comprando "Os Cavaleiros do Zodíaco" pro filho da minha namorada (e quase meu, também!), porque ele ficou fisgadão pelo desenho.

Já fui de comprar tudo que saía da DC, mas deixei de comprar tudo que não fosse da Liga da Justiça ou da Vertigo. Parei com a Liga em 2000, quando as revistas Premium da Abril elevaram seus custos para além das minhas posses.

Até pensei em comprar X-Men quando Grant Morrison foi escrever, mas fiquei desanimado quando pensei que tudo que um escritor bom faz, vem um podre e desfaz. Mas acho que vou ver se cato nos sebos.

Quanto aos scans, só leio quando são de algo que tem ínfimas chances de ser lançado no Brasil. Ou que é antigo, eu queria ler mas não se acha de jeito nenhum nos sebos. Como as continuações de Starman, Os Invisíveis, Os Livros da Magia, Sandman: o Teatro do Mistério, Patrulha do Destino... Ou as últimas histórias do Homem-Animal da Abril.

DANILO DNL10 disse...

Atualmente eu apenas acompanho 100 Balas, Y 0 Ultimo Homem e Ex machina e ainda compro alguns especiais.
As revistas mensais perderam um pouco do charme, pois há muito tempo não produzem histórias inovadoras, daquelas que deixam os fãs de queixo caído. Já os encadernados e especiais valem mais a pena pois são ótimos para se divertir sem arrempedimento. muito melhor do que comprar mensais com apenas uma ou duas histórias que quero ler.
As editoras tem que perceber que o fã quer ter o seu dinheiro bem d=gasto com material bom. Veja o exemplo de Watchmen, Cavaleiro das trevas, a Piada Mortal se mostraram ótimas nas vendas sendo que algumas até estão esgotadas. Já as mensais podem até mofar em uma comic-shop, sendo rarissimas as excessões.
Na falta de bons materiais atualmente, o leitor procura os scans pois não tem opções de bons materiais a preços acessíveis e qualidade gráfica e editorial.
eu particularmente não leio scans mais vou atrás de reviews para saber o que ainda vale ou não a pena comprar hoje.

TWITTER.COM/DANILODNL10

Piroca de Fantasma é Geladinha disse...

Não compro absolutamente mais nada de quadrinhos de super-heróis, já que faz muito tempo que as histórias são horríveis e a arte abaixo da crítica.

Abri, contudo, uma exceção para as histórias do Super-Homem desenhadas pelo Gary Frank, pois ele é um artista, ao contrário da pivetada atual, e os roteiros estavam decentes.

Não desisti dos quadrinhos, contudo, já que compro a grande maioria dos mangás, bem como Tex, Júlia e Mágico Vento.

mAurinHuh c0rvo disse...

A mensal do Wolverine
Irônia do destino talvez...apesar de estar um levado preço (para mim pelo menos)a XMEX esta com preço acima da média (15 pila)ao qual so compro por causa da nova XF liderada pelo canadense...ao qual (in)ou felizmente eu achei mto f#da, pois diferente de tudo que eu vi seus rotes são bem escritos e adaptados com continuações bacanas (sem fugir do contexto), fora a arte mto sombria, violenta e sangrenta, mto sangrenta...
como tenho mais de 200 ex so do wolvie acho que é tarde demais para desistir...continuarei seguidor leal da Casa das Idéias

Celso disse...

Só compro edições especiais e encadernados. Nada mais. Nem mensais nem mini-séries. E nem scans.