22 maio 2009

Batman completa 70 anos


E não é que o Homem-Morcego agora é um senhor septuagenário?

Nada que atrapalhe as aventuras deste super-herói, que já mostrou, em obras como O Cavaleiro das Trevas, de Frank Miller, que a idade não atrapalha em nada o combate ao crime. Com exceção de uma ou outra dorzinha na coluna.

Para celebrar a data, o Universo HQ preparou uma atualização especial com nada menos que 27 resenhas, abrangendo diversas épocas da trajetória de sucesso do Batman.

Desejo a todos uma boa "bat-leitura". Para tanto, é só clicar aqui!

E, como sempre, pode comentar à vontade.

11 comentários:

alexandre, desarmado e perigoso disse...

meu comentário é meio offtopic.
tenho 35 anos, coleciono quadrinhos desde os sete.

não sou xiita pra nada, aceito com boas críticas quase tudo.

menos a questão batman/robin.

talvez a única coisa que me deixa com raiva.

por quê? não sei.

mas acredito que ocorra com outros fãs do morcego.

Ricardo Soathman disse...

Olá a todos;

Como sempre, texto muito competente do Gusman. Parabens a todos do UHQ.

É uma pena que um personagem tão importante na história dos quadrinhos contemporâneos, com uma franquia cinematográfica de sucesso, passe por uma fase tão obtusa, tão caça níquel, como Batman está passando agora.

A tal Batman Rip, e a posterior Batalha Pelo Manto, são, na minha opinião, um exemplo de péssimo planejamento editorial.

Aparentente a DC Comics está tentando DESTRUIR um personagem, que sempre rendeu bons dividendos.

Não vejo porque seja necessário VALIDAR personagens coadjuvantes, tirando do contexto, o protagonista, para dar mais importancia a personagens discutiveis desde suas criações, na clara tentativa de conseguir emplacar mais algumas revistas, fadadas ao cancelamento.

Parece necessidade de atingir metas de publicação, impostas pelos executivos da Warner, ao editor chefe da DC, que tenta, com essas ações, MANTER O TRABALHO!

Decepcionante.

Uma Abraço.

Ricardo Soathman

Anônimo disse...

isso me faz lembrar. Em que ano o Batman se torna domínio público?

Guilherme Kroll disse...

Nunca, Anônimo. Ele é marca registrada.

Cas disse...

Desculpe Ricardo, mas discordo de vc completamente. Sou o primeiro a criticar o mar de histórias pessovas que temos na maioria das revistas, mas Batman RIP é bem legal, fica claro que o Batman não morreu e sim esá dando um tempo e acho legal eles mostrarem que, independente de quem use o manto, o Batman não vai morrer.

E outra coisa, não sei quem vai assumir e se as historias serão boas ou não, mas eu adoro a idéia do Dick assimir o manto, como já vez na "Queda". O cara foi o Robin original, liderou os Titans e ja mostrou que é um baita herói!!!

Mas claro que se vierem com o Jason Todd assumindo o manto, ai sim será realmente uma droga e estranho.

abraços,

Cassius Medauar

Eduardo Roque disse...

P/quem ñ gosta d spoiler, ñ leia meu comentário.

Lamento informar mas a ñ ser q seja alguma pista falsa tá confirmadaço q o Bat temporário será mesmo Dick.

Pessoalmente preferia o Jason já q mesmo nunca tendo gostado dele como Robin(salvo na mini "O messias"), já q a DC fez a lambança d trazê-lo o fato d ele ser um persona + violento e ainda ter passado uns anos andando por aí abre 1 leque interessante d histórias.

D todo modo todos sabem q logo Bruce volta, então acho q é meio indiferente quem vai assumir o manto

Sidney Gusman disse...

O que tenho lido do Batman do Morrison não me agrada nem um pouco.

Vamos ver se melhora até R.I.P.

Ricardo Soathman disse...

Cassius;

O que seria do mundo sem a pluralidade opinativa, não é verdade?

E Sidney... R.I.P. não conserta as coisas, confunde ainda mais, então, aprecio o seu otimismo mas... Espere o pior.

Abraço a todos

Ricardo Soathman

Márcio disse...

Em "Reinado de terror", "chauve-souris" é "morcego" em francês. Sem "rato careca", portanto. ;)

Márcio

Alex Pereira disse...

Mas Sidney... já li em outros textos seus que vc não gosta de Grant Morrison.... é mais uma questão pessoal sua, não é?

Sinceramente, ruim mesmo é o Chris Claremont, eita lixo.

Ivan Linares disse...

Idade pode não atrapalhar o combate ao crime, mas atrapalha pra valer a criação de histórias! Vamos aposentar o Batman (e o Super-Homem, o Homem-Aranha, os Xis-Men...) e botar algo novo, interessante e criativo no lugar?

Não leio super-heróis Marvel/DC há tempos, mas vejo que a única maneira de fazer um leitor chegar a ler um gibi do gênero é colocar algo novo nas bancas, sem universo, cronologia, ramificações e megassagas! Só uma história boa. E com parsonagens novos!

Ah, e para o "Anônimo" e para o Sr. Guilherme: pelo que eu sei, Batman, Super-Homem e outros, como o Mickey, já chegaram perto de virar domínio público, mas toda vez que se aproxima a data de expiração da propriedade a Disney ou a Warner pagam um lobista e uns deputados pra forçar a aprovação de alguma lei que prolonga o prazo da referida propriedade. O que começou com 15 anos de direitos agora está em 95!

(a única vantagem é que as famílias de Jerry Siegel e Joe Shuster vão ter um tempinho a mais para usufruir da grana dos direitos do Super-Homem. -- Parece que eles estavam perto de ganhar o processo contra a DC...)