11 agosto 2007

O quanto você é fã de quadrinhos?

Primeiro, segue a reprodução de uma nota que escrevi pra o UHQ no ano passado:

-------------
A centésima edição do programa Cribs, exibida pela MTV norte-americana no dia 30 de julho de 2006, fez uma visita à casa de Joey Fatone, ex-integrante da banda pop N'Sync.

O que chamou a atenção dos fãs de quadrinhos foi um dos compartimentos da enorme casa que revelou a paixão do artista pelo Super-Homem.

Em uma grande sala, inteiramente dedicada ao Homem de Aço, um carpete azul com o famoso "S" estampado cobre todo o chão. A partir dali, o que se vê são quadros na parede, estatuetas, pesos de papel, holografias, bonecos, pôsteres e tudo o que se possa imaginar com motivos do personagem.

No teto, há até mesmo uma réplica da pequena nave kryptoniana que trouxe o Super-Homem à Terra no primeiro longa-metragem estrelado por Christopher Reeve. (...)

-------------
Infelizmente, o vídeo não está mais disponível no You Tube, mas era mesmo uma coisa de deixar qualquer fã embasbacado.

É claro que dar vazão a essa paixão (nerdice?) depende muito de grana, bastante grana. Quem de nós, simples mortais, não gostaria de montar algo do tipo em casa?

Foi o que também fizeram o apresentador de TV Otávio Mesquita e o cantor (?) Paulo Ricardo. Ambos são fãs declarados de quadrinhos, principalmente de super-heróis, e possuem não apenas coleções invejáveis de gibis raros, como também action figures, estatuetas e outras tantas memorabílias em quantidades tamanhas que deixam nós - simples mortais, de novo - no chinelinho (basta ver o que o Mesquita tem no cenário de seu programa noturno na Band).

Acontece que tudo isso eles deixam expostos em salas próprias em suas casas. Fica aquele aspecto de museu dos quadrinhos de fazer inveja. Ou, então, coisa de templo sagrado dedicado à nona arte, mesmo.

Pois é. Sou fã de quadrinhos de um jeito que não dá pra expressar com palavras. Mas, se eu tivesse essa grana toda sobrando, expressaria como esses caras aí. Ah, se eu expressaria... :-)

6 comentários:

Pedro disse...

Um fã de Super-Homem não é necessariamente fã de quadrinhos. Diabos, alguém que compra as HQs do Super todos os meses DEFINITIVAMENTE odeia quadrinhos!

Marcus Ramone disse...

He, he, he, confesso que faz um tempão que larguei o título mensal do Azulão, também. Mas o persoangem continua entre os meus preferidos. :-)

Hulk disse...

Faltou um post sobre a relação de "pai fã de quadrinhos" com os filhos. alguém aí deixa os pequenos brincarem com os bonecos e pegar nas revistas?

Hulk disse...

Eu deixo, mas supervisonando... ;)

Sérgio Coutinho disse...

No fim do programa do Otávio Mesquita, há os agradecimentos às lojas que cedem ao cenário as action figures que aparecem lá.

Guilherme Kroll disse...

Eu te entendo, Ramone. Meu sonho é ter uma gibiteca e um verdadeiro templo dos quadrinhos na minha casa.