19 novembro 2006

Ah, elas estão descontroladas"Ou elas... ou eu!"

Acho que minha mulher estava tramando alguma coisa contra as minhas HQs. A impressão que eu tinha era que, cada vez que olhava pra os meus gibis que invadiram vários compartimentos do apartamento, ela estava arquitetando as formas mais vis de se livrar da concorrência.

Fico imaginando que ela possuía uma criação secreta de traças, ou que desenvolveu em laboratório agentes bacterianos catalizadores de mofo, tudo pra destruir meus pobres gibis.

Tá certo que não tenho mais onde colocar a minha coleção... Já tomei metade do nosso guarda-roupa pra acondicionar uma parte dos meus gibis; algumas prateleiras do guarda-roupa da minha filha; quase todo o armário de sapatos; os dois criados-mudos; e mais alguns lugares inusitados. Essas besteirinhas de nada parecem irritar a patroa.

Na casa dos meus pais, por exemplo, tô proibido de entulhar mais coisas. Por isso, nem adianta migrar minhas preciosidades pra lá. Já tem um armário que vai do chão ao teto, só pra minha coleção; e mais boa parte da biblioteca do meu pai, que gentilmente cedeu o espaço dos livros dele, que acabaram encaixotados (o velho é demais, he, he, he).

Druuna, olha o que você me arrumou!Há poucos dias, minha mulher não se conteve e disse, em tom ameaçador: "Ou elas... ou eu!". Fiz a besteira de responder "Amor, me dá um tempo pra pensar!"

Aconteceu que ela afirmou que, a partir daquele momento, se eu quisesse "diversão", teria que "procurar aqueles 'gibizinhos' em que uma morena fica nua o tempo todo". Ela se referia à Druuna...

Bem, a saída que encontrei foi prometer a ela que, no próximo ano, transformarei o banheiro do quarto em uma gibiteca.

Vou gastar uma notinha que vai doer no bolso, mas, pelo menos, continuarei com a minha esposa e os quadrinhos. Ufa!

17 comentários:

Hotcity Comics disse...

Santa enrasca batêma! Essa passou perto hein!


Alan Bariani

FritadorDePastel disse...

Pelo visto não são as comic shops que são amaldiçoadas...mas as coleções de gibis mesmo! - espero não chegar tão cedo a este ponto de desespero... :)

Marcello S. Nicola disse...

Pelo menos vc tem esse banheiro pra trasnformar. Eu não tenho mais espaço algum aqui no apartamento!

Anderson Mendanha disse...

Pois pra mim já chegou ao fim... Tenho revistas que acabam mais e vou ter que dar um fim nelas... Só não sei se vendo ou se dou para uma gibiteca

Anônimo disse...

Bom, eu tive que comprar um apartamento com 4 quartos para transformar um em gibiteca e em outro fazer um escritório para quando resolvo trabalhar em casa! Mas do jeito que vai, daqui um ano ou dois, vou ter que comprar o andar de baixa para ampliar as instalações. Pelo menos minha esposa também lê quadrinhos, a idéia foi dela.

Anônimo disse...

Esposas e coleções de gibis são grandezas inversamente proporcionais. É fato.

Eric disse...

To sentindo que posso passar pelo mesmo problema. Estou tentando fazer minha namorada gostar de quadrinhos, para depois de casar, não ter problema. Mas está difícil! Ela ainda não conhece a Druuna. Será que eu apresento?

Marcus Ramone disse...

Eric, apresentar a Druuna a qualquer mulher é covardia. :o)

Anderson, doe à minha futura gibiteca, he,he, he.

Anônimo (2), assino embaixo!

Guilherme Veneziani disse...

Bom, não tem como não concordar com o Anônimo (2). A minha coleção resiste bravamente dentro de caixas no quarto da empregada. Mas cujo destino próximo será o armário úmido da garagem (que medo!). Uma dúvida aos colegas: Dizem que guardar dentro de saco plástico é ruim pois cria um microcosmo de bactérias, e deixar aberto num ambiente úmido tb é prejudicial. O que fazer? Ó dúvida cruel...

Renato Rosário disse...

Pois é, Marcus!!! Isso acontece bastante!
Eu tenho uma coleção que não deve ser 5% da sua, mas já dá um trabalho... Sorte que minha mulher apóia!!! Quero ver daqui há alguns anos...
Veja o texto que postei no meu blog, coincidentemente com o mesmo título:
http://fanaticoporquadrinhos.blogspot.com/2006/07/ou-elas-ou-eu.html

Abraços,
Renato.

Marcus Ramone disse...

Legal, Renato! Lia agora o seu texto. Bom saber que não tô só no mundo, he, he, he.

Anônimo disse...

A solução para este problemas, para os futuros "homens de respeito":

- Melhor solução: fiquem ricos. Assim, essas "excentricidades" serão perdoadas e até mesmo incentivadas como sinal de status.

- Namorem garotas que colecionem gibis, leiam ou pelo menos gostem deles. Desenhistas e escritoras de quadrinhos são peças raras e disputadas.

- De forma alguma se casem com mulheres com défict de atenção por falta de talento ou capacidade (como a filha do Elvis Presley, aquela que casou com o Nic Cage e obrigou o coitado a vender sua rica coleção de gibis - depois ele se separou dela e até hoje está tentando reaver suas preciosidades).

- Diga que você vai virar muçulmano ou quaker e casar com várias mulheres. E que ela não será a favorita do seu "harém" por não gostar de quadrinhos...

- Não se casem.

P.S.: Essas dicas também servem para mulheres, apesar de elas terem o problema em minúscula proporção, comparadas com os homens.

Marcus Ramone disse...

Huahuahuahua!! Anônimo, vou mostrar isso a minha esposa. :o)

Eric disse...

Muito boas as dicas do último anônimo! Só tenho uma dúvida: o que fazer se eu encontrar uma Druuna por aí, quiser casar com ela, mas ela não gostar de quadrinhos? Bom, acho que aí já estou forçando a barra, né? Como é difícil manter duas paixões na vida...

Anônimo disse...

não tinha uma mais explícita?

Sandro disse...

Que minha gata não se meta a besta...

Nanda! disse...

Huhauhauahuahua...

Em casa passo o mesmo problema, com a diferença que eu sou a moça que curte os quadrinhos e a briga é com a minha mãe, que quer despachar tudo. :S

Mês passado um amigo me deu um livro de ilustrações eróticas. Não sabia aonde colocar o bendito sem que minha mãe (ou as visitas) ficasse ofendida.

Já prometi que assim que tiver meu ap. levo tudo comigo, e que portanto nada deve ser mexido...

Mas confesso que me pergunto que tipo de casa vou ter se levar tudo o que gosto, ainda mais as coisas do meu futuro marido (se eu casar) e as crianças querendo bagunçar tudo... :S

Beijo, cuecas!