23 novembro 2006

Aquapinto

Veja essa imagem de um inocente brinquedo lançado há poucos dias nos Estados Unidos. O produto é um aquaplay parecido com aqueles que bombaram no Brasil na década de 80.

Mas, como qualquer um pode ver, esse brinquedinho tem uma certa aparência... fálica.

Por isso, alguns blogs norte-americanos começaram a divulgar o lançamento, uns tirando brincadeira do formato da coisa; outros, defendendo os "bons costumes", desceram a lenha nesse "troço obsceno".

Resultado: até o site Amazon retirou do ar a oferta do brinquedo.

Coisa de norte-americano? Ou aqui também promoveriam toda essa celeuma por nada?

6 comentários:

Guilherme disse...

hehehe Realmente é só bater o olho nessa coisa que não tem como não lembrar do... bem... Vcs sabem o que... :-) Agora é dificil dizer se aqui teria a mesma celeuma. O que é óbvio, e fato, é que nos EUA isso certamente acontece. Violência pode, agora sexo é tabu. Por aqui, talvez alguma APM da vida se manifestasse contra, e alguma ONG de liberdade de expressão alegasse que a bobagem está na cabeça dos devassos, mas, no fim, certamente o produto viraria carro chefe das Organizações Tabajara. Abç

Marcus Ramone disse...

Se não fosse essa boneca dentro da coisa, eu pensaria que se tratava de um vibrador. E do tipo extra-large...

Anônimo disse...

Pior q isso já está a venda aqui há algum tempo... E minha cunhadinha de 7 anos tem um....
O negócio toca uma musiquinha e talz... Ainda não expliquei pra menina pq eu fico rindo...

Franchico disse...

A Giovana Casotto ia se amarrar! Alguém manda um pra ela!

Anônimo disse...

O politicamente correto que vá para a m...

Isto aí só pode ser o aguagay. Com certeza deve ter a versão que vibra e a que solta bolhinha.

Não sei quem foi o insano que bolou isto, mas tem certeza que é para criança?

A sacanagem é que com este brinquedinho as meninas não vão mais querer brincar de médico com os guris.

Requiem disse...

Em Portugal se diz: "de pequenino se torce o pepino"... ou seja, neste caso, a sex industry já está plantando a sua semente. Vergonha!