10 julho 2009

Editores e desenhistas na berlinda


Cebulski critica editores e artistas

Por Sérgio Codespoti (10/07/09)

O site Bleeding Cool divulgou uma série de tweets (micropostagens) que o editor, escritor e caçador de talentos C.B. Cebulski fez recentemente usando o Twitter, criticando a qualidade dos desenhos de alguns dos novos artistas "quentes" e a postura negligente de diversos editores.

Ele não revelou os nomes do artista e dos editores aos quais se referia, mas em um dos casos parece ter reconhecido seus próprios erros, afinal Cebulski é um dos caça-talentos da Marvel Comics. (Leia mais...)

4 comentários:

Ricardo Soathman disse...

Olá a todos;

Fala Ramone.

Pois é... Eu realmente não sei o que é “revelar” um talento. Se quer, se isso é possível. Mas, acredito que isso tenha se tornado um mito. Alguém que tem talento PRECISA ser DESCOBERTO/REVELADO.

EU, particulamente, não acredito nisso, e prefiro, como Adam Savage faz(para aproveitar o gancho do mito), rejeitar "essa" realidade, e substituir pela minha...

Veja, em muitas discussões que venho participando em fóruns relacionados, e pessoas do mercado, ouso quase sempre que bom, é o cara que tem “ritmo”, e que é “confiável”. A questão “qualidade” é de alguma forma subjetivada em relação ao que é possível fazer no tempo em que o artista recebe o roteiro.

Bom... Aí já dá para ter uma idéia de como as coisas funcionam, certo?

Então... Qualidade não é o ponto aqui. E sim adequação técnica, de forma elementar, certo?

Falando do produto de exportação Brasileiro, e advogando em causa própria, temos excelentes desenhistas, que conhecem profundamente as técnicas necessárias para se fazer quadrinhos... E, sempre reconhecendo que isso não é exatamente ciência de foguete, é?

Vira e mexe ainda me surpreendo com a qualidade que os nossos agentes conseguem colocar dentro da Marvel/DC.

Só pode ser na podre... Tipo... O cara tem uma semana para desenhar 22 páginas. E aí, não importa muito a qualidade do produto final, SE, o desenhista conseguir fazer o que dele se espera.

E isso não parece ser um problema.

E só para citar um estrangeiro... Tony Daniel, cara que aparentemente goza de GRANDE consideração na DC/Batman, é ruim pra caramba, na minha modesta opinião. É só abrir as páginas que ele desenha e olhar a "adequação técnica" dele.

Mas assim, de uma forma geral, acho que não dá para dizer o que é CERTO ou ERRADO em relação à arte. Quadrinhos tem formato, e ausência de TÉCNICA nos remete a questão do preparo. SE o cara ainda não está pronto, não adianta insistir. Existe a necessidade da maturação técnica para conseguir fazer bem feito, um trabalho que tem FORMATO próprio. E daí, independe modismos ou pistolões certo?

Mas, se levarmos isso a uma discussão meramente comercial, esquecendo o momento Jerry Maguire do Cebulski, vamos enxergar claramente, pelomenos UM dos por quês, da questão da ausência de técnica, certo?

O editor deve atender a DEMANDA... Se o Rob LIEFIELD foi um dos caras que mais venderam na história da Marvel, não tem editor, NA FACE DA TERRA, que simplesmente não o publique pelos “pequenos” defeitos na "ARTE" do cara.

Porque, convenhamos, quadrinhos nos termos de Marvel e DC são Business. Gibis são, como um cara me disse uma vez...

Panfletos de luxo!!!!!

Neste contexto o que importa?

Lançar a revista no dia, vender bem, e ganhar alguns trocados.

Para alguns peões, em vários níveis, isso é o ideal.

Mas claro, tem gente que faz quadrinhos em outros termos. Os abnegados, que jamais perverteriam sua arte/narrativa em detrimento de alguns trocados.

Sabe quem são esses caras?

Os caras que você, nunca ouviu falar!

LOL

Beleza de matéria Codespoti!

Abraço a todos.

Ricardo Soathman, um pião abnegado!

Exatanaz disse...

Um argumento meio Barrichello esse aí decima.

tipo "vamos reordenar a indústria inteirinha pra eu poder vencer na vida!"

Ricardo Soathman disse...

Mesmo?

0.0

Meu argumento foi Barrichelês???

Achei que tava mais pra Luxemburguês, pelo numero de "certo?"

LOL

Então, Exatanaz, a questão aqui é a questão levantada no artigo do Codespoti, sei lá se isso de alguma forma pode me beneficiar, ou não.

Só sei que...

Só trabalharia com UM ÚNICO agente nacional, o resto nem se quer ouviria, que dirá abrir negociação (por experiência própria).

Os nomes de quem eu negociaria, ou não ficam comigo, porque, essa é uma opinião PESSOAL.

Mais te digo isso, tem muita gente ruim, que não tem técnica desenvolvida, vivendo de uma ou outra pinup, que acaba, através do "aperto de mão" trabalhando neste mercado, que eu quero mudar (Mas hein?) para me dar bem (Mas hein again?)... Adorei isso...

Desencana cara, é só opinião pessoal.

Abraço a todos!

barba disse...

Infelizmente, o leitor de hq, principalmente de herois(marvel /DC) é acerebrado. Como em qualquer forma de arte, o leitor deve ser educado.
Nisso entram os editores q deveriam pesar tb a qualidade técnica da produção, ñ apenas as vendagens.
Fazendo um paralelo com os produtores de hollywood, q com ctz, preferem investir em um filme do Michael Bay do q em um filme do Michael Gondry.
A massa é sempre burra.

Sérgio, parabéns pelos textos, hq com neuronios e menos maquiagem.