21 janeiro 2009

Os melhores de 2008

Os melhores de 2008Deu um trabalhão para compilar tudo, eleger e escrever todos os textos, mas está online minha matéria com os melhores de 2008.

Este ano, o Nasi me ajudou na seleção dos títulos periódicos, pois abri mão de ler algumas séries de super-heróis e certos mangás e fumetti.

Como cada um tem suas preferências, poste à vontade as suas opiniões.

33 comentários:

Guilherme Kroll disse...

Gostei e concordo com quase tudo, só acho que os Invisíveis merecia lugar melhor em republicações, hehe

Milena Azevedo disse...

Opa, a lista do pessoal do UHQ está completíssima. Fiz a minha, dessa vez não fazendo distinção entre originais, republicações, mensais e nacionais.

Quem quiser conferir, basta ir ao e-zine Asfixia: http://www.asfixia.net/asfixia/as-20-hqs-de-2008/

Jackson Good disse...

Entendo que na lista vocês busquem a "representatividade", mas as escolhas me lembraram a premiação do Oscar: preferência por coisas mais cabeça, cult, em detrimento do que agrada ao grande público. Como leio apenas comics e fummeti (mais por questões financeiras do que por propriamente gosto), muitos elementos na lista não me dizem nada.

Mas falando do que posso comparar, absurdo dos absurdos Marvel Action superar Novos Vingadores e principalmente Lanterna Verde. As hsitórias do Demolidor são ótimas, e só! O resto da revista é descartável. Pra quem acompanha a versão de Garth Ennis, esse Justiceiro de luvinhas brancas dá vontade de vomitar.

Sidney Gusman disse...

Jackson, como deixei claro, é questão de gosto.E não se trata de ser "cabeça", não. É que como leio quase tudo, é natural que acabe trombando com outras coisas muito mais bem escritas, principalmente.

Também prefiro o Justiceiro do Ennis, mas o do Fraction é divertido.

Dimensão DC vale muito mais, pra mim, pelo título principal, que carrega os demais nas costas.

Milena, verei a sua lista.

Abraço

José Aguiar disse...

Fiquei contente de ver Quadrinhofilia na menção honrosa. Foi um ano e tanto em termos de qualidade, para os quadrinhos nacionais e estrangeiros!
Ótima lista! Ainda vai levar um tempo até que eu consiga ler tudo!

Antonio Torresmo disse...

Bem sólida e diversificada. Não concordo com o sofrível Naruto como menção tampouco com Mônica Jovem na lista. Mas só de ter Mágico Vento por lá, já é uma boa coisa.

Zé S. A. disse...

Baita lista! Difícil melhorá-la!

Jonatan disse...

Muita boa a lista de vocês, parabéns. Tenho toda a coleção de Sandman da Conrad e realmente merece a primeira posição das republicações.
Eu só mudaria o topo das edições especiais, com o Antes do Incal em primeiro, que eu achei sensacional. E a J. Kendall conseguiu chegar no topo porque Lobo Solitário acabou.

Anônimo disse...

estava esperando essa lista, ela ficou muito manera, adorei a vitória de Os leões de Bagdad e J. kendall tenho essas hqs, Marvel Action e Grandes Astros - Superman tbm é bacana, não poderiam faltar na lista. valew

Eduardo Nasi disse...

Jackson: você acha que o Oscar privilegia o que é cult e cabeça? Faça-me o favor!

Milena: baita lista. Gosto especialmente da presença de L&R e Frango com Ameixas - que PRA MIM são melhores que os títulos que ocupam os primeiros lugares. Mas eu gosto do que é "cult" e "cabeça".

Jonatan: Antes do Incal é mesmo demais. Lobo Solitário idem. E Júlia também, oras!

Arthur Malaspina disse...

Eu gostei das listas... quanto a que mais posso comentar, a de revistas periódicas... eu daria uma chance para Superman, porque teve alguns belos arcos, como O Último Filho, apesar de reconhecer que Supergirl puxa muito pra baixo a qualidade. Eu colocaria Grandes Astros Superman em primeiro, porque apesar de pouca periodicidade as edições foram brilhantes, principalmente a 10. Mas J. Kendall merece, e me faz ficar extremamente triste da Mythos ter cancelado dillan dog (já faz uns bons anos, mas não me conformei ainda)... será que não inha como manter a publicação de um título tão brilhante?

Só pra concluir... não concordo mesmo com Turma da Mônica Jovem, apesar de ver potencial na série, ainda não disse a que veio...

PS: Alguém poderia publicar Akira por aqui... não ia ser má idéia...

Helio sampaio disse...

Primeiramente gostaria de agradecer por Júlia ter ficado nessa posição, foi uma grata surpresa. Acredito que o título deve boa parte do seu sucesso pelo esforço de divulgação que o Sydney fez e em sequência toda a equipe do universo hq. Com essa posição deve despertar interesse em novos leitores, garantido assim a sua publicação(assim os fãs esperam). Outra coisa , para vocês verem que eu não entendo nada mesmo sobre o mundo dos quadrinhos, a turma da mônica jovem eu seria o primeiro a engavetar o projeto e aí está um completo ... sucesso! Vivendo e aprendendo.
Uma pequena sugestão, acredito que com a demanda cada vez mais crescente dos mangás futuramente há de precisar de uma categoria própria de 10 melhores desse gênero, assim agradando gregos e troianos.

Victor disse...

A lista tá excelente e representa bem o q rolou por 2008. Mas justo por isso tive a impressão que 2008 não foi um ano de grandes obras, salvo algumas exceções. Nada muito empolgante...

Jackson Good disse...

Eduardo Nasi: e como você explica Onde os Fracos Não Tem Vez ganhar como melhor filme ? (só um dos muitos exemplos). Todas as pessoas normais com quem conversei acharam uma chatice extrema, enquanto os críticos classificaram como genial. Foi a isso que me referi: o distanciamento do grande público, das grandes bilheterias. Por que é tão raro filmes de ação/ aventura ou comédia serem premiados?

Fica a impressão que qualquer drama denso e psicológico é automaticamente melhor que qualquer filme de outro gênero.

A não ser que pra vc cult seja filmes israelenses, planos de 15 min com camelos mastigando, e tal...

Eduardo Nasi disse...

Jackson: você tem toda a razão, filmes como Super-Heróis - O Filme e A Liga da Injustiça dificilmente vão ganhar um Oscar.

Bira disse...

Sidão, o Claude Moliterni morreu e ninguém deu uma linha no Brasil?
Não acredito!
Fiz uma homenagem ainda ontem!
http://caricasdobira.blogspot.com/2009/01/minha-homenagem-claude-moliterni.html

Jackson Good disse...

Eduardo Nasi: E nem merecem, mas The Dark Knight poderia tranquilamente estar ao menos entre os indicados. Sem falar nas injustiças históricas de Star Wars, Os Caçadores da Arca Perdida... só SdA foi um feliz excessão.

Eduardo Nasi disse...

Jackson: ah, entendi! Você está falando que o Oscar é cabeça e cult porque não premia os filmes que VOCÊ gosta.

Sidney Gusman disse...

Bira, a nota entra amanhã. Triste notícia.

Hunter disse...

Vamos lá a uma queixa típica de UHQ. Ao falar sobre a Turma da Mônica Jovem vocês dizem que "A ideia era continuar fazendo uma HQ iminentemente de humor". Na verdade vocês deveriam ter dito uma HQ Eminentemente de humor.

De resto, só assinalar como é desproporcional a diferença entre o número de HQs franco-belgas publicadas no Brasil (irrisório) e sua presença em listas como essas (significativa). Acho isso muito deprimente...

Hunter (Pedro Bouça)

Natanael Floripes disse...

Só achei esquisito dizer que os editores japoneses tem o hábito de esticar ao máximo as séries. Isso acontece em alguns casos, mas a imensa maioria das séries em algum ponto termina, além de não depender de outras séries. Se compararmos com Marvel e DC, onde nenhuma série jamais termina de vez e onde, há décadas, os mesmos heróis lutam com os mesmos vilões (há quantas décadas Batman luta com o Coringa e mais uma dúzia de mesmos vilões?), os títulos ficam se interrelacionando para tentar fazer o leitor comprar todos, um título desaparece hoje, para voltar daqui a 5 anos etc, a referência aos japoneses me parecem bem injusta.

Fabrício disse...

Muito boa a lista , principalmente a presença de Júlia Kendaall na primeira posição . Essa série não merecia a dificuldade para sobreviver que têm , com as constantes ameaças de cancelamento . Uma pena . Espero que com esse resultado mais leitores tenham a curiosidade em acompanhar a série e que ela tenha vida longa aqui no Brasil .Abraços !

Jackson Good disse...

Eduardo Nasi: eu e várias pessoas. Compare a bilheteria desses filmes e outros do genêro com as do vencedores do Oscar. É isso que quero dizer. Quer um exemplo diferente? Titanic. Detestei o filme, trama de amor proibido típica de novela da Globo. Mas sou minoria, afinal trata-se da maior bilheteria da história. E em termos de produção, é muito bem feito. Então, acho justo que tenha ganho o Oscar.

Natanael Floripes: concordo com vc, mas acho que aí a questão é proposta. Os comics são assumidamente intermináveis. Já os mangás se gabam tanto de serem finitos (e os fãs adoram esse argumento), então teoricamente não deveriam enrolar tanto. Já que é pra acabar mesmo, deveria ser enquanto o nível é bom, antes de esgotarem as idéias e começar a repetir situações.

Sidney Gusman disse...

Hunter, corretíssimo. Falhei na revisão. Valeu.

Natanael, todos os mangás terminam, claro, mas são muiiiito esticados em virtude do sucesso que fazem. É fato.

Guilherme Kroll disse...

Natanael, o fato dos quadrinhos norte-americanos serem intermináveis não torna os mangás menos esticados.

Hunter disse...

Há de ver uma coisa nisso. Um quadrinho americano típico costuma ter 22 páginas por mês, enquanto os mangás mais esticados são semanais.

Então em termos de contagem de páginas, os 42 volumes de um DragonBall (cada um equivalente a uns 9 comics americanos) tem o mesmo tamanho de uma série americana de 378 edições! Quantos personagens americanos têm séries desse tamanho? Wolverine não tem, Arqueiro Verde e Aquaman não têm...

Só os medalhões mesmo, com mais de 40 anos de estrada.

E isso porque DragonBall não é a série mais longa dos mangás. KochiKame está com mais de 150 volumes (e continua!), é o equivalente a mais de 1350 HQs americanas! Só Super-Homem e Batman estariam nesse nível.

E vale dizer que uma série de 378 edições teria centenas de historias diferentes. Quantas histórias diferentes DragonBall teve? Nove?

Hunter (Pedro Bouça)

Guilherme Veneziani disse...

Bom, a lista como sempre tem sugestões ótimas para o que ainda não foi lido...

Eu engrosso o coro dos que querem mais obras franco-belgas aqui. Sem dúvida.

E quanto a questão da duração dos Mangás, eu só queria ver mesmo o fim de Battle Royale, Sanctuary e Monster... (Ah se continuarem SETON seria ótimo também.)

Será que é pedir demais?

Abraços

Guilherme

Eduardo Nasi disse...

Jackson: você esquece que prêmios são apenas a representação do gosto de seu corpo de jurados. Pro Oscar, sua opinião não vale muita coisa, não.

Jackson Good disse...

Eduardo Nasi: Eu sei muito bem, exatamente por isso digo que gostaria de uma aproximação maior com o público. Seria muito mais interessante uma premiação que refletisse o que as pessoas assistem no cinema.

Eduardo Nasi disse...

Bem, mas aí você parte do pressuposto que todo mundo é igual a você.

Jackson Good disse...

Como assim? Você não gostaria? Ou você assiste todos os filmes da premiação? Não acha que a maioria das pessoas também preferiria uma premiação com os filmes que ela efetivamente viu?

Eduardo Nasi disse...

Eu gosto de saber a opinião dos outros. E sim: costumo assistir a todos os filmes do Oscar, mas só porque costumo assistir a muitos filmes.

Alex Mir disse...

A lista ficou muito boa! Eu só colocaria LOCAL em uma posição melhor.
E agradeço pela menção honrosa da Tempestade Cerebral. Tenho me esforçado muito para manter a periodicidade e melhorar a cada edição.

Abração!