21 abril 2008

O Estranho Dr. House


Freak, não?

Vi sábado o longa de animação do Dr. Estranho. É uma produção que saiu direto em DVD, da mesma leva dos desenhos dos Supremos, o que me deixou com um pé atrás. Supremos 2 é uma das coisas mais chatas que já vi, e olha que já vi muita coisa.

Mas Dr. Estranho não é de todo ruim, não. Está longe de ser uma obra-prima, ou mesmo algo que você teeeeem que ver, mas tem um troço que chama atenção de cara na primeira parte.

Reza a origem do super-herói místico que, antes de se tornar o Mago Supremo, o Dr. Estranho era um médico tão arrogante e teimoso quanto brilhante. Pois bem: os produtores criaram para Strange uma caracterização é cuspida e escarrada no nosso velho amigo Gregory House -- daí a photoshopada tosca da abertura deste post.

Chega a ser bizarro. Parece até coisa do Universo Amálgama. Strange é mal-humorado, prepotente, tem respostas curtas e agressivas, age sozinho e tem até uma Dra. Cuddy de calças. E nem adianta dizer que o Dr. Estranho surgiu antes. Até o timing cinematográfico das tiradas é igual.

Dá pra acreditar?

3 comentários:

Guilherme Neto disse...

Tenho vontade de assistir esse e o do Homem de Ferro (até mesmo para comparar com o novo filme)...

Amalio disse...

Como diria o filósofo Chacrinha. Na TV (aqui no caso cinema/animação) nada se cria, tudo se copia. O pior mesmo foi a Globo que copiou descaradamente a trama do filme O Ilusionista na novela O Profeta e ninguém falou absolutamente nada, ficou por isso mesmo.

Eduardo Nasi disse...

Amalio, você acaba de falar. Viva a era da internet. ;)