19 dezembro 2011

2011 foi o ano dos eventos de quadrinhos


Um dos termômetros do bom momento vivido no mercado brasileiro de quadrinhos em 211 foi o crescimento do número de eventos pelo País.

Como estive em sete deles, escrevi uma coluna sobre os pontos fortes e fracos de cada um. Você pode conferir o texto aqui.

E, se esteve em algum desses eventos, comente à vontade.

11 comentários:

Bruno Rodrigues disse...

Sidney, lancei minha 1a hq, 'O vendedor de esqueletos' - com direito a sessão de autógrafos na programação oficial! :-) -, no FIQ. Tenho 44 anos, venho de quase duas décadas de Comunicação Digital, e minha impressão do mercado foi a *melhor* possível: profissionais novos e veteranos com uma postura profissional impecácel, trabalhos criativos e irresistíveis e, especialmente no caso do evento de BH, uma organização de dar orgulho. Foi - e é! - um estímulo e tanto! :-)

karatê disse...

é impressionante como o "jornalismo" dos quadrinhos tem restringido suas ações as regiões sudeste e sul do país. Tiveram ótimos eventos no Nordeste e no Norte também.
Carlos

Sidney Gusman disse...

Carlos, eu deixei muito claro que o texto era sobre os eventos em que estive. Não posso comentar o que não vi, desculpe.

Sidney

Marshall disse...

Olá Sidney!

Realmente um grande ano de eventos no Brasil.

Gostaria de saber se e como o calendário de eventos vai ser posto em prática. A Gibicon vai ser em outubro, por conta do aniversário da Gibiteca de Curitiba, Rio Comic Con e Fest Comix ocorreram em outubro deste ano e se forem se adiantar para o primeiro semestre do ano que vem já está na hora de ligar os motores.

Pergunta para o pessoal da organização dos eventos citados: a quantas anda o calendário?

Abraço!

Sidney Gusman disse...

Marshall, isso o "pool" não divulgou ainda. Espero que as conversas evoluam.

Leonardo Melo disse...

Sidão, parabéns pela matéria, curti bastante e resumiu muito bem esse grande ano que foi 2011.
Só discordo quanto ao FIQ precisar ser anual... acho que o que torna o evento especial é justamente ele ser de 2 em 2 anos. Além disso, duvido que todo mundo conseguisse se programar para ir TODO ano se fosse anual. Sendo bienal, fica mais fácil, na minha opnião.
Grande abraço e bom final de ano!

Thiago Rachid disse...

Grande Sidão, não pude comparecer em nenhum desses evesnto mas fico feliz ao saber dessa realidade.

Inclusive da otima repercussão internacional, considerando o FIQ como o maior evento de HQs daa America:

http://www.bleedingcool.com/2011/12/12/biggest-comic-convention-america-south-america/

Abraço

BETO ROCHA disse...

Vejo dizer que o mercado de hq está em alta, mas hoje em dia não se percebe na rua nas conduções nem nas bancas, uma procura por hqs. Nos anos noventa, a gente via nos trens, enquanto viajavam, pessoas de varias idades com um gibi nas mãos lendo comentando etc...Saia na rua pelas manhãs e via a garotada com gibis trocando com amigos ou correndo até a banca pra comprar uma nova edição muito comentada. Velhos tempos...que saudade!

BETO ROCHA disse...

Bom quando eu era pequeno eu sempre pedia para o meu irmão me levar para sua escola pois la tinha uma biblioteca e ele sempre falava não e agora eu estou numa escola que tem uma biblioteca onde tem um montão de gibi.

Blog "A Opinião" disse...

Ótima matéria S. Sidão, foi quase como se eu tivesse ido em todos. Não fui nenhum desses. Pena! mas a sua visão é bem-vinda para ajudar nos próximos eventos.
Só acho meio difícil o pessoal mudar a data para uma diferença de 6 meses, antes ou depois. De todo modo, os novos eventos que surgirão noutros estados deverão sim, levar isso em conta. Um calendário fixo vai ajudar todo mundo. Lembrando que dia 30 de setembro é Dia Nacional do Tex e sempre tem evento em Jampa.
Forte abraço,
g.g.carsan

Paulo Alves disse...

Sou Paulo Alves, e gostaria de saber sobre os eventos de quadrinhos para 2012, pois criei a "Turma do Guaraná" e gostaria de levá-los.
Acesse o blog: http://guaranaeturma.blogspot.com para conhecer a turminha.
Obrigado pela atenção.