31 outubro 2010

Melhores e piores de outubro

Outro mês de bons lançamentos, nos mais diversos gêneros, chega ao fim. Desta vez, os campeões de indicações na lista dos melhores do mês, com quatro, foram Memória de elefante, de Caeto, publicado pela Quadrinhos na Cia., Mondo Urbano, de Rafael Albuquerque, Mateus Santolouco e Eduardo Medeiros, lançado pela Devir, e a independente Taxi, de Gustavo Duarte.

Então, é hora de conhecer os melhores e piores do mês, na opinião do time do Universo HQ. Apenas Ronaldo Barata ficou de fora, por ter lido pouco.

Vale lembrar: as opiniões são pessoais e não precisam ser sobre um lançamento do mês.

Não há limite para as indicações dos melhores, que não são listados necessariamente em ordem de preferência; e nem pros piores.

Sidney Gusman

Este ótimo volume da série Fábulas revela quem é o AdversárioMelhores: Pequenos Heróis (Devir);
Titeuf - O Busílis da Questão, de Zep (Asa);
Taxi, de Gustavo Duarte (independente);
Mortos-vivos 4 - Desejos carnais (HQM);
Gaston # 10 - O ás das argoladas (Asa / Público);
Happy Sex, de Zep (Asa);
Fábulas # 6 – Terras natais (Panini);
Ex-Machina - Volume 5 - Fumaça e Fogo (Panini);
Ibañez (la caida de los hidalgos) (Doedyeditores);
Viajero de Gris # 1,escrito por Carlos Trillo e desenhado por Alberto Breccia (SCN Editor);
Memória de elefante (Quadrinhos na Cia.);
Macanudo # 3 (Zarabatana);
Blacksad 4 - O inferno, o silêncio, escrito por Juan Díaz Canales e desenhado por Juanjo Guarnido (Asa);
Dororo (NewPop);
Jonah Hex - As armas da vingança (Panini).
Vertigo # 11 (Panini);

Pior: Grandes encontros # 1 (SG Arte).

Pena que materiais como este nunca sairão no BrasilSérgio Codespoti

Melhores: Le Marchand d’éponges, de Edmond Baudoin e Fred Vargas (Librio);
L'ABCdaire de la Bande Dessinée, de Claude Moliterni (Flammarion);
Scarlet # 1, de Brian Bendis e Alex Maleev (Icon/Marvel).

Pior: nenhum



Mais um clássico de Tezuka chega ao BrasilMarcelo Naranjo

Melhores: Jonah Hex- Marcado pela Violência (Panini);
Dororo (NewPop);
Batman - O Longo Dia das Bruxas - Edição Definitiva (Panini);
Fábulas # 6 - Terras Natais (Panini).

Pior: nenhum


Torça muito para este material sair assim no BrasilMarcus Ramone

Melhores: Wednesday Comics Hardcover (DC Comics);
Conan - Nascido no campo de batalha (Mythos);
J. Kendall – Aventuras de uma criminóloga # 70 (Mythos);
J. Kendall – Aventuras de uma criminóloga # 71 (Mythos);
Magneto - Testamento (Panini);
Ex-Machina # 4 - Marcha à guerra (Panini);
Clássicos da Literatura Disney - Volume 20 - Lendas do futebol (Abril);
Zé Carioca Férias # 3 (Abril);
Mônica # 43 (Panini);
Coleção Histórica Turma da Mônica - Cebolinha # 19 (Panini);
Coleção Histórica Turma da Mônica - Chico Bento # 19 (Panini);
Coleção Histórica Turma da Mônica - Mônica # 19 (Panini).

Piores: Cascão # 45 (Panini);
Pato Donald Extra # 4 (Abril).

Mais uma grande HQ de Gustavo DuarteEduardo Nasi

Melhores: Carol (Noovha America);
Memória de elefante (Quadrinhos na Cia.);
Muchacha (Quadrinhos na Cia.);
The New Yorker Cartoons - Dinheiro (Desiderata);
Taxi, de Gustavo Duarte (independente).

Pior: Universo DC # 4 – Segunda série (Panini).

Muito boa a estreia de Caeto num álbum soloGuilherme Kroll Domingues

Melhores: Demolidor - O homem sem medo (Panini);
Memória de elefante (Quadrinhos na Cia.);
Cachalote (Quadrinhos na Cia.);
Dororo (New Pop);
Pequenos heróis (Devir);
Taxi, de Gustavo Duarte (independente);
Ranma 1/2 # 6 (JBC);
Bando de dois (Zarabatana);
Delíros cotidianos (L&PM).

Piores: Guerras Secretas (Panini);
King Arthur vs Dracula (Silent Devil Productions).

Outro grande álbum nacional de 2010Ricardo Malta Barbeira

Melhores: Mondo Urbano (Devir);
Marshal Law (Abril);
Overman (Devir);
Vertigo # 2 (Panini).

Pior: As aventuras do Capitão América (Abril).



Este trabalho não deve demorar a pintar por aquiDelfin

Melhores: Action Philosophers # 4 (Evil Twin);
Breakfast After Noon, de Andi Watson (Oni Press);
Life Sucks, de Jessica Abel e Warren Pleece (First Second);

Pior: Three days in Europe (Oni Press).

A melhor revista das bancas brasileiras continua correndo risco de cancelamentoLielson Zeni

Melhores: Memória de elefante (Quadrinhos na Cia.);
J. Kendall – Aventuras de uma criminóloga # 68 (Mythos);
J. Kendall – Aventuras de uma criminóloga # 71 (Mythos);
MSP + 50 – Mauricio de Sousa por mais 50 artistas (Panini);
Ex-Machina - Volume 5 - Fumaça e Fogo (Panini);
Muchacha (Quadrinhos na Cia.);
Copacabana (Desiderata);
Deus segundo Laerte (Olho D’Água);
Criminal - Covarde (Panini).

Pior: Universo Marvel # 4 – Segunda série (Panini)

Este álbum é uma das melhores já feitas aos super-heróis da DCAndré Sollitto

Melhores: Jonah Hex - Armas da vingança (Panini);
Tarzan (Devir);
Mondo Urbano (Devir);
Pequenos Heróis (Devir);
Gon desce o rio (Conrad);
(SIC) (Conrad);
Os Beats (Saraiva).

Pior: Cogumelos ao entardecer (Devir).

Vale a pena conhecer esta HQ independenteZé Oliboni

Melhores: Mondo Urbano (Devir);
, de Gustavo Duarte (independente);
Taxi, de Gustavo Duarte (independente);
Ato 5 (independente).

Pior: O contínuo # 6 (independente).



Um dos grandes trabalhos do mestre Will EisnerDiego Figueira

Melhores: Mondo Urbano (Devir);
Blacksad #1 (Panini);
Blacksad #2 (Panini);
Nova York – A vida na grande cidade (Quadrinhos na Cia.).

Pior: Liga da Justiça # 94 (Panini).

Marcelo Santos Costa

Laerte é Laerte, sempreMelhores: The Quitter (Vertigo);
The Books of Magic; (Vertigo);
Invisibles - Counting to None; (Vertigo);
Hellblazer # 41 a # 83 (Vertigo);
Tale Of One Bad Rat (Jonathan Cape);
Adolf – Volume 1 (Conrad);
Minha Vida (Conrad);
Vagabond # 12 a # 44 (Conrad);
Ken Parker - Um príncipe para Norma (Cluq);
Corto Maltese - A balada do mar salgado (Pixel Media);
O coração do Império # 1 (Pixel Media);
O coração do Império # 2 (Pixel Media);
Johnny Cash - Uma biografia (8Inverso);
Pyongyang – Uma viagem à Coreia do Norte (Zarabatana);
Bando de dois (Zarabatana);
Lanterna Verde # 23 (Panini);
A noite mais densa # 4 (Panini);
Fugitivos Pocket # 3 (Panini);
Fugitivos Pocket # 4 (Panini);
As histórias de Fugitivos em Vingadores # 1 a # 14 (Panini);
Jonah Hex - Showcase (Opera Graphica);
A hora da magia (Opera Graphica);
Domo (NewPop);
Muchacha (Quadrinhos na Cia.);
Monstro do Pântano - Volume 3 (Brainstore).

Piores: Batman - Crônicas - Volume 2 (Panini);
Lanterna Verde # 21 (Panini);
Tocha-Humana # 1 (Panini);
Gênesis por Robert Crumb (Conrad);
Orbiter (Vertigo).

4 comentários:

Eduardo Roque disse...

P/inaugurar os comentários vou fazer logo 2: Acho q vou ter q viver + 3 encarnações p/entender o q diabos alguns vêem em "O longo Dia das Bruxas". Ô, historinha chata, s/contar q Jeph Loeb costuma variar do insosso ao quase ilegível. Respeito a opinião d kem gosta mas essa é a minha.
E 1 curiosidade: o Marcelo Santos Costa kebrou a perna e passou o mês d kma lendo?! Q lista bem-dotada é akela?

Yuri disse...

Concordo contigo Eduardo. Não que eu ache uma história ruim, mas está longe de ser um primor. Pra mim vale mais pelos desenhos.

toomuchocoffeeman disse...

eu recebi outro dia mesmo a minha "wednesday comics", capa dura. lindona a revista. tou pensando em mandar emoldurar.

sobre os melhores do mês? com Fábulas no meio fica complicado não colocá-los no rol, né náo?

Ivan Linares disse...

Se a "Guerras Secretas" de que o Guilherme Kroll não gostou for uma que vi numa livraria outro dia, concordo. Usam aquele esquema de cores pontilhado (que só presta naquele papel fuleiro das revistas norte-americanas de antes de 1990), só que num papel lustroso (acho que é um tipo de cuchê), que deixa todo o mundo com cara de quem pegou catapora.

Qual o problema em recolorir aquela bagaça num esquema mais adequado ao novo papel? Aliás, esse foi o mesmo erro que a Abril cometeu com o "Demolidor: a Queda de Murdock" e que a Panini "recometeu" agora há pouco.

Sem falar que papel especial e capa dura pra uma história que quando muito merecia um papel livro é demais além da conta. E, pra não dizer que só falo mal da Marvel, digo o mesmo daquele especial "Crise nas Múltiplas Terras", da DC (não confundir com as "Infinitas Terras"), com histórias da Era de Prata, lançado pela Panini no mesmo formato. Ambos valem apenas como curiosidade, e como tais não precisavam de tanto luxo (o "Demolidor" não pelamordedeus! -- só mudar o colorido).