15 fevereiro 2010

Onde estão José Duval e Luis de Abreu?

Nas duas últimas semanas, você pode conferir as resenhas de dois quadrinhos esquecidos dos anos 90: O entrincheirado Hans Ribbentrop e Tempos de Guerra, ambos da dupla Abreu e Duval. Dois criadores importantes que, por diversos motivos, nunca foram reconhecidos em seu devido tempo. Hoje, há raras informações sobre eles na rede mundial, a maioria delas de pouca ajuda biográfica.

Com o intuito de fazer jus ao bom trabalho desta dupla, caso algum leitor do Universo HQ souber qualquer notícia sobre o paradeiro dos criadores ou, ainda, sobre o casting editorial da Book Editora, que publicou os álbuns mencionados aqui, este espaço é seu e deve ser usado à vontade.

Qualquer fio da meada que se possa puxar ajuda: um endereço, outros trabalhos, qualquer coisa. Dessa maneira, você pode colaborar para que haja alguma justiça nessa recente história dos quadrinhos nacionais, que, de vez em quando, glorifica quem não merece e esquece quem fez um trabalho bom e sério.

11 comentários:

Frederico disse...

Delfin, lembro que numa lista de discussao por e-mail eu fiz a mesma pergunta... cade Jose Duval?! E, se nao estou enganado, o professor Waldomiro Vergueiro sabia. Eu nao lembro mais da resposta dele mas tente acha-lo na internet. Isso ja faz muitos anos mas nao custa tentar. Tempos de Guerra merece uma republicacao de luxo. Eh muito bom.

mushisan disse...

Boas lembranças. E concordo com o Frederico: Tempos de Guerra merece republicação, até para repor a minha edição que sumiu no limbo :|

Israel Junior disse...

Poxa estou curioso para ler este material. Vou vasculhar para ver se o encontro em algum lugar.

veloso disse...

MUITO BOM BLOG E TRABALHO VEJA VELOSO VALEU!

Rodrigo Seixas disse...

Finalmente estão fazendo juz ao trabalho do Durval. Pela pouca informação que obtive ele era colaborador da revista Niquel Nausea ou algo assim. Acho que não custa dar uma checada com o Fernando Gonzalez. Guardo meu exemplar de Tempos de Guerra na mesma prateleira de obras como Skreemer,Slaine e V de Vingança ,e outras obras fundamentais pra minha formação como leitor de HQs. Fica ai o toque pra Cia das Letras e pra Record. Resgata esses caras com urgência!

Leandro Augusto Pereira disse...

Na revista Niquel Nausea ele fazia Os Irmãos Bronsky, uma paródia udigrudi que misturava os Irmãos Marx com os 3 Patetas. Um era cego, outro era surdo e o terceiro era mudo. Eu me acabava de dar risada, achava até melhor do que o Gonsalez.

JOSE DUVAL disse...

Valeu pessoal! obrigado pelos elogios.
depois de 20 anos congelado num bloco de gelo no espaço, fui atraído pela gravidade da terra e caí sobre uma prancheta para retomar os meus trabalhos como quadrinista.

um abraço para todos.

José Duval

Delfin disse...

Deixa um contato com a gente, para a gente poder entrar em contato, Duval!

ZE LUIS disse...

Oi Delfin,
Segue o meu email: jose.duval.hq@gmail.com
Estou preparando o meu retorno para o ano de 2013.
abraço,
Duval

ravel cabral jorge disse...

olá José Duval,

gostaria mto de entrar em contato com vc. mandei um email para o endereço anotado no teu comentário (acima), mas não tenho certeza se vc o recebeu.

se vc receber esta mensagem, por gentileza, entre em contato. meu email é ravelcabral@gmail.com

forte abraço

Cineclube Subúrbio em Transe disse...

Olá, Parabéns pelo Blog. Muito boa a HQ Tempos de Guerra. Espero ver novos trabalhos de José Duval. E também espero que façam uma nova edição desta excelente HQ e também de outros trabalhos do autor.