13 agosto 2006

Crossovers pra todos os gostos

Há poucas semanas, escrevi pra o UHQ uma matéria sobre os inusitados crossvers do Super-Homem nos quadrinhos, nos quais o Homem de Aço protagonizou os mais inesperados encontros com personalidades do mundo do entretenimento e da vida real.

Acontece que, além do kryptoniano, muitos outros personagens participaram de crossovers atípicos.

Os Vingadores, por exemplo, baixaram o sarrafo no Godzilla em uma aventura publicada na HQ do lagartão em 1979.

Já o Quarteto Fantástico encontrou os Beatles em 1964. Décadas depois, na minissérie Marvels, eles também apareceram entre os convidados do casamento do Sr. Fantástico com a Mulher Invisível.

Ainda na área da música, o grande, fenomenal e espetacular Kiss (sim, sou fãzaço da banda, acho que deu pra perceber!), já estrelou aventuras com o pato Howard e os X-Men.

Voltando ao Quarteto (não o de Liverpool, mas o Fantástico), na fase do John Byrne, Reed e Sue Richards organizaram uma festa em casa e convidaram seus vizinhos, que tinham rostos bem familiares para os veteranos leitores de quadrinhos. Entre eles, dava pra reconhecer Dagwood (o marido da Blondie), Dick Tracy e até o pai do traquina Pimentinha.

Em 1995, foi a vez do Cavaleiro das Trevas cruzar com um personagem do tipo "nada a ver" com seu universo. Isso aconteceu em Tintin contre Batman. A HQ foi produzida e lançada na França por um fã dos dois detetives. Ou seja, sem a autorização dos donos de seus respectivos direitos autorais.

E ainda vale lembrar de The Simpsons / Futurama Crossover Crisis II, lançado no ano passado. Até aí, nada de estranho, pois é o encontro de personagens de um mesmo autor. O barato, mesmo, foi ver ícones da Marvel e da DC contracenando com o Bart em diálogos hilários, principalmente na parte em que comentam sobre proteção de direitos autorais (clique na imagem abaixo pra ampliar e ler essa página).

2 comentários:

Chatotorix disse...

Postem de novo a pagina do Bart e os herois marvel. só que grande.

Pedro disse...

também não estou conseguindo visualizar a página do bart