28 abril 2011

Documentário sobre Don Rosa

Keno Don Rosa, um dos mais destacados artistas dos quadrinhos Disney em todos os tempos, virou título de um documentário produzido no ano passado, na Dinamarca.

Dirigido por Sebastian Cordes, Life and times of Don Rosa cobre toda a vida do artista, desde seu nascimento até a recente aposentadoria, passando por assuntos delicados, como a ação judicial que ele impetrou contra seu ídolo e inspirador Carl Barks, uma mão esmagada que quase o impediu de seguir a carreira de desenhista e os problemas com direitos autorais.

Visite o site ofical da produção e assista ao trailer do documentário.



8 comentários:

Jean Karluz disse...

Esses desenhos me lebraram dos antigos desenhos animados Disney. Nossa me cativam até hoje, porém quando vejo os novos... parece que falta algo... falta a mágica que a Disney sempre teve.

Abraços quadrinísticos

Anônimo disse...

Falta não. Dá uma olhadinha no Pato Donald de maio, por exemplo.

Jean Karluz disse...

Anônimo, acho que você pensou que eu falava dos quadrinhos. Estava falando dos desenhos animados. Os antigos me fascinam, mas os de hoje não me prendem. Os quadrinhos sempre me surpreenderam!

Abraços

Lucrécio Luz disse...

Deveriam filmar um documentário com o Peninha, pra fazer justiça com o personagem rejeitado pelo Don Rosa!

Inglog disse...

Ele processou o Carl Barks?????!!!!

Anônimo disse...

Provavelmente porque aquele velho safado ousou dizer que tinha sido ele o criador do Tio Patinhas (e todo mundo sabe que foi Don Rosa, o supremo, o above all).

Joel Lobo disse...

Putz! Excelente notícia.

O Don Rosa é um dos melhores quadrinistas vivos atualmente, qualquer esforço para divulgar sua obra é muito bem vindo.

Ainda faço torcida para que ele retorne da aposentadoria, embora reconheça a improbabilidade.

heleno disse...

Como é,o Rosa foi quem criou o Tio Patinhas? Como é possivel,se toda a biografia do incomparável Barks,dá contas que ele foi quem idealizou o personagem? E,não tem como comparar os dois. Barks não tem concorrentes à sua altura,o Rosa pode até tentar,mas suas histórias não tem o carisma muito menos a magia que a obra do Carl possui. Ao contrário,suas histórias são chatas,seus desenhos detalhistas aos extremos chegam a cansar,e ele tenta sem muito sucesso,criar sequências de clássicos do Barks,que não encontram o mesmo destaque.